UHUL é Pom Pom Pom

Se você não está sorrindo nem bebendo, você está ouvindo a banda errada.

A Uhul nasceu para alegrar e embebedar (na mesma proporção) quem gosta de uma boa festa. Tocamos o que consideramos um rock cervejeiro, caprichado no lúpulo e no pom-pom-pom típico do sul do Brasil.

Desde 2014 somos atração confirmada em centenas de festivais de cerveja e festas de outubro por todo o país como a Oktoberfest de Blumenau, Oktoberfest Paulaner SP, Oktoberfest Louvada Cuiabá,  Festival da Cerveja Gaúcha, Oktoberfest Curitiba, Oktoberfest Cuiabá, Bierville e dezenas de outros.

Todas nossas músicas são e sempre serão gratuitas, afinal, a alegria não pode ser contida nem precificada. Baixe, ouça e, acima de tudo, divirta-se com o estilo de vida Uhul!


Conheça os membros da UHUL

C. Foguete (Rodrigo Döhler)

Foi em 2009 quando entrei na banda UHUL, e também na mesma época graças aos meus parceiros de banda passei a ser conhecido como Comandante Rodrigo Foguete, por causa de uma bebedeira ou outra logo que os conheci, nada de mais. Iniciei minha vida musical aos 6 anos de idade no violino, mas me interessei mesmo pela musica aos 11 quando comecei a tocar guitarra.

Sempre influenciado pelo hard core, ja fiz parte de algumas bandas do cenário rock da cidade de Joinville, até chegar ao projeto UHUL, por influencia do primeiro baterista da banda que tocava baixo comigo na banda “Lost in the box”.

Entrei no UHUL logo após a gravação do segundo cd demo, onde começamos a fazer shows, e compomos o cd seguinte intitulado “não lembramos de nada”.

Após um período de shows e também uma pausa de mais ou menos um ano onde me distanciei indo morar na cidade de São Paulo, voltamos a compor e a gravar o nosso mais novo projeto, o álbum “Amor, Cerveja e Amigos”.


Thom (Thomson Schuelter)

Olá, eu sou Thomson Schuelter, fundador da banda UHUL. A galera me chama de Thom, mas na banda também sou conhecido como Chefe. Nasci em Joinville/SC. Toco guitarra desde os 15. Ainda me lembro como se fosse hoje como foi longo o tempo que fiquei economizando dinheiro para comprar minha primeira guitarra.

Iniciei meus estudos musicais fazendo aula de guitarra com o professor Ortiz, durante os anos que morei no Rio Grande do Sul. Na faculdade larguei um pouco a música e foquei somente no trabalho e nos estudos. Foi durante a pós graduação em finanças que “chutei o balde”. Larguei o trabalho e os estudos para focar somente na música.

Estudei piano e música erudita na Escola Villa Lobos, mas desisti antes de me formar. Não gostava de ler partituras. Morei 1 ano no Rio de Janeiro, estudando Artes Cênicas.

Hoje estudo acordeon, voz e harmonia. Continuo compondo. Pratico assiduamente: yoga, surf, skate e natação. Vale constar que já participei de outras bandas como: Samuray 27, Mudley.


Venas (André Venâncio)

André VenâncioBom dia! Do sobrenome Venâncio, herdado do seu Neri, surgiu o meu apelido – Venas – O alemão mais Italiano da Banda UHUL! O novato da banda.
Meu interesse pela música veio desde cedo. Lembro quando meu irmão mais velho, Fábio, começou a sua coleção de CDs. Fuçando lá no meio encontrei umas pérolas que definiram o meu gosto musical desde cedo: Black Sabbath, Deep Purple, The Doors, Led Zeppelin… Estava definido: eu era do rock. Passava horas diárias ouvindo.

Pelas patadas dos bateras dessas bandas que me surgiu o interesse pela bateria. Comecei a estudar o instrumento aos 12 anos e não parei mais. Entre idas e vindas continuo fazendo aula até hoje, com 27 anos.

Lá pelos 15, resolvi aprender violão, com umas dicas do amigo Augusto Ginjo. Depois de uns anos, comprei minha guitarra pra brincar de Jimi Hendrix do agreste. Ainda quero aprender a tocar Baixo. Mas o meu negócio é com os tambores mesmo.

Sou conhecido por ser meio que um prostituto musical. Já devo ter tocado em umas 431 bandas. Comecei com a banda dos Sobrinhos do Nery. Depois gravei meu primeiro CD com a Efeito Sonoro. E ai vieram The Hangovers, Locomotiva, Trio Improviso Kevo Rock, Edu Hoffmann & Banda, Jaquetinhas, Jesus e os Capirotos (sim, era esse o nome)…

Hoje sou o batera da Banda UHUL e do Coletivo das Flores. Com muito orgulho e sorriso na cara, exercendo a minha paixão pela música!


Hessex Alone (Hesséx Cognaco de Oliveira)

Hessex é o mágico dos teclados, rei da psicodelia e um músico de mão cheia. Figurinha carimbada no cenário nacional e a estrela, produtor, cantor e tudo mais no seu projeto Hessex Alone e já passeou pelo brasil junto com a galera do Rappa.

Na UHUL é responsável pela seriedade e piadas ácidas que só ele consegue produzir. Seus timbres são sujos e psicodélicos, trazendo para a música tudo aquilo que queremos sentir mas não conseguimos expressar de outra forma.

Seu histórico musical é gigantesco e quase não cabe aqui nesta página. Certamente é um dos grandes espíritos musicais deste planeta.