De um lado pro outro – UHUL (letra e cifra)

G
De tanto bebeu ficou atolado
Bm
De fato, era como boneco de posto
Em
O moço, de torto, dormiu sentado
C                                   Cm
Primeiro prum lado e depois pro outro
G
De um lado pro outro ele quase caía
Bm
Até que uma hora ele se espatifou
Em
Danado! O guri disse que não doía
C                             Cm
Mas, mudou de idéia assim que acordou

Bm
Acordou quebrado, com dores no corpo
Em
Café da manhã: uma dose de pinga
Am
Já embalado, foi ele de novo
D
Bom dia, Loucura. Seja bem vinda!

C
Era uma draga, um barril imenso
Em
Uma esponja gigante, um poço sem fim.
D
Bebeu toda a pinga sem nenhum lamento.
F#m
Não deixou uma mísera gota pra mim

Bm   G   D   A     – 4x

De um lado pro outro. Ele capengava
A tarde, bêbado estava outra vez
Mais doido que ontem continuava
Provando aos bebuns quem era o rei

“O rei da Cãnha” era como dizia
De um lado pro outro ele persistiu
De cara cheia e barriga vazia
Com a testa no chão, o coitado, caiu

Estarrado por lá um tempo ficou
Até que alguém o “ajuntou” do chão
De um lado pro outro. Foi ele de novo
Cambaleando em plena contramão

C
De um lado pro outro, ele foi embora
Em
De um lado pro outro, o rei partiu
D
Bêbado eu também tava na hora
F#m
Desde que chegou até que saiu
G   Bm   A   D  – 4x

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *